Sobre morar junto

Como todos devem saber, morar junto é um grande passo, seja pra um casal, para dois amigos, pra irmãos… A convivência, muitas vezes, é algo complicado. Ainda mais quando estamos falando de duas pessoas dividindo um quarto.

Sim, um quarto. Não é um apartamento, mas um quarto.

Tem dia que você não quer ver filme, quer dormir. Tem dia que você quer ficar na sua, tem dia que você quer ouvir música… Mas é bem provável que a vontade do outro seja diferente da sua no momento. E não tem o que fazer, alguém terá que ceder.

E enquanto o outro não entender isso, enquanto os dois não entrarem em um acordo, vão acontecer brigas. Para morar junto é preciso compreensão, tolerância, respeito, paciência, conversas e amor, muito amor.

Esse texto não é para contar experiências específicas, mas para falar sobre o que eu vivi como um todo e é claro, compartilhar o que eu aprendi e poder ajudar alguém que está passando pela mesma coisa. Because that’s what I like to do.

Eu sempre acho triste quando vejo casamentos ou relacionamentos acabando em poucos meses quando o casal estava tão apaixonado há pouco tempo. Principalmente casamentos. Talvez porque eu não entenda. Muitos dos casais que se casam estão juntos há muitos anos, mas se separam poucos meses depois de casar. É claro que na maioria das vezes eu estou apenas observando de longe e nem sei se eles já moraram juntos antes de casarem, mas de qualquer forma, eu acho triste.

Triste porque relacionamento e convivência são coisas complicadas, as pessoas são diferentes, tem costumes, criações, crenças, jeitos e tudo que temos direito de diferentes. Tá, quando duas pessoas são tão diferentes assim, nem tem porque elas estarem juntas, mas muitas vezes são detalhes da convivência que acabam com um relacionamento, sendo que se tivesse tido mais paciência, olho no olho, compreensão, é possível que os problemas tivessem sido resolvidos.

Inclusive, eu vejo esse como o principal problema dos relacionamentos de hoje em dia, é tudo muito descartável, o que não está perfeito pra você, não serve. Olha, sinto em lhe dizer que ninguém é perfeito, nem você. Acho que às vezes a gente esquece disso, eu esqueço, pelo menos.

A gente nunca vai encontrar alguém que nunca entrará em conflito com as nossas ideias. É claro que não podemos nos acostumar com o conflito, com as brigas e discordâncias, tudo em excesso faz mal, mas às vezes o conflito vem para o bem. Vem para você enxergar algo de errado que você anda fazendo, vem pra te ensinar a ser mais tolerante, a aprender a relevar pequenas coisas e focar no que realmente importa.

Depois que você passa por um furacão misturado com montanha-russa no relacionamento, onde nada dá certo, cheio de altos e baixos, lágrimas e dúvidas e volta pra Terra, onde finalmente você encontra uma estabilidade, uma chance de respirar de novo e uma calma pra pensar em tudo que finalmente passou, você começa a enxergar em como tantas brigas eram idiotas e desnecessárias, em como o seu coração e sua mente estavam machucados e cegos, sempre olhando pra tudo com um olhar muito crítico e intolerante e em como você esqueceu da leveza do amor, do espaço alheio, da companhia gostosa que é o seu companheiro.

(confesso que amei esse parágrafo acima porque ele traduz exatamente o que eu sinto no momento).

E olha, confesso que o furacão não passou rápido, não foi fácil. E essa não é apenas a minha experiência, é a de muita gente. Pessoas que ficam dias, semanas, meses em conflito e lutando contra a própria cabeça e a do outro, tentando encontrar soluções que parecem tão óbvias e achando que não tem mais… Até chegar no fim. Ou na luz no fim do túnel.

Eu sou aquela pessoa que vai até o fim. Quando eu amo, eu amo de corpo e alma e faço de tudo pra dar certo. É tão gostoso… Eu sempre acho que tem um jeito, eu sou muito otimista, acredito demais no amor e na força de vontade das pessoas de fazer alguma coisa dar certo.

Se você tem amor e vontade de ser melhor pra você e pro próximo, nada pode te parar. Mas se você sentir que já gastou toda a sua energia e não tem mesmo mais o que fazer, é hora de ir.

E ir embora não é um problema, na maioria das vezes será o melhor para os dois, tem muita gente que não está bem consigo mesmo e acaba não conseguindo ser bom para o outro. Primeiro resolva as suas questões com você mesmo pra depois olhar para o outro e entender se quem não está fazendo bem é você ou ele.

Enfim, como sempre já divaguei em várias possíveis situações, porque relacionamento é assim, tem infinitas possibilidades, casos, opiniões, vivências e só quem está dentro dele sabe o que está acontecendo de verdade. Sempre olhe pra dentro de você mesmo pra tentar entender o que você sente e quer, não tente comparar situações, pessoas e outros relacionamentos com o seu, ninguém é igual.

O amor é a coisa mais importante em um relacionamento, mas não é o principal. Tem confiança, respeito, parceria, sinceridade, paciência, compreensão e muuuitas outras coisas que se não estão em sincronia, acabam destruindo dias que podem ser muito felizes.

Aproveite o amor, dê valor a ele, não faça joguinhos, não trate ele como algo descartável e seja feliz na vida a dois. Quem quer, faz.

morar-junto-primeira-vez

 

 


6 comentários sobre “Sobre morar junto

    1. Se me permiti complementar. O ato de estornar o amor próprio deve estar na base de nossa vida antes mesmo de nos aventurarmos no mundo de outra pessoa. Passamos muito tempo buscando aceitação das pessoas e isso começa na infância e vai se arrastando para vida adulta. Ir contra esse fluxo que fomos acostumados culturalmente se torna trabalhoso demais, não impossível mas trabalhoso.

      Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s