A horrível sensação de se perder de você mesmo

Isso pode acontecer por infinitas razões, aos pouquinhos ou de uma vez, mas é muito comum nos encontrarmos perdidos de vez em quando. Sabe quando você para pra pensar e percebe que faz tempo que não se sente você mesmo? Quando você está com saudade de se sentir pleno como VOCÊ realmente é? É até difícil de explicar, mas acho que se eu falar um pouco de alguns cenários, fica mais fácil.

Um exemplo muito comum, que é o que eu sinto de vez em quando, é morar em outro país por muito tempo, criar uma rotina preguiçosa de não sair muito, de não conhecer tantas pessoas e viver apenas no “seu mundinho” que na verdade nem é o seu mundo de verdade. Afinal, você está longe da sua família, dos amigos, dos lugares que sempre frequentou e gostou… tá tudo diferente, inclusive você. E aí essa rotina, esse você mesmo começa a incomodar… É aquele desconforto que não importa o que você faça, o quanto se mexa, parece que nunca vai encaixar direito.

Isso, meu amigo, acontece quando você não se sente em casa. Seja no trabalho, no relacionamento, no país, na cidade ou em qualquer outra coisa. É a horrível sensação de não pertencer àquele lugar.

Eu lembro quando tinha chego há pouco tempo nos EUA, era novinha, fui fazer intercâmbio. Era horrível não me sentir a Sara de verdade. Eu não estava falando a minha língua, ou seja, não conseguia me expressar da forma como sempre fiz. Não era engraçada e espontânea como sempre fui, não ria como sempre ri… As pessoas me viam como “a diferente, que fala diferente”, eu não era tratada como uma pessoa normal e eu não me sentia igual a eles. Com o tempo essa sensação melhorou, é claro… Mas foi muito difícil.

Isso também acontece em relacionamentos. Na verdade, acho que é o cenário mais comum para isso acontecer. Viver com aquela pessoa que vai te limitando e fazendo com que você perca a sua própria identidade. Por causa de pequenos ou grandes comentários, você começa a se vestir diferente, a frequentar lugares diferentes, não anda nem dança mais como antes, não interage com os outros como sempre fez, não sai mais com seus amigos… E aí, você percebe que se perdeu. Que não é mais você ali, que é apenas um robô respondendo a comandos obrigatórios da vida.

Existe sensação mais horrível?

Não, definitivamente não. É horrível se sentir perdida de você mesma. É por isso que nunca podemos esquecer de quem realmente somos. Nunca podemos deixar outra pessoa fazer com que você não acredite em você mesmo. Nunca deixe um trabalho tomar conta da sua vida, da sua saúde mental. Faça coisas que ama, não tenha preguiça de fazer algo que vai te deixar mais feliz, seja a curto ou longo prazo. Lembre-se de quem você é e de tudo o que passou e aprendeu pra chegar até aqui. Você merece ser você!

O nosso problema, eu acho, é deixar tudo chegar no ápice. Porque precisamos deixar a água transbordar do copo pra dizer chega? Será que não podemos ir dizendo “não” ao longo do caminho e viver uma vida mais equilibrada? Não deveríamos nos sujeitar a situações que não condizem com as nossas crenças, que não somam com o nosso próprio ser.

Eu sou única, você é único. Todos nós somos únicos e especiais e se o outro, seja uma pessoa, um emprego ou um lugar, não conseguir aceitar isso ou se você não conseguir se adequar a um lugar… Adios! Você merece poder ser você mesmo em qualquer lugar, com qualquer pessoa.

Não espere ficar totalmente perdido pra tentar se achar novamente. Mas trabalhe constantemente o autoconhecimento pra nunca se perder, mas ser cada vez mais o que você é. A sua melhor versão.

seperder

 


4 comentários sobre “A horrível sensação de se perder de você mesmo

  1. Vivemos hoje de um jeito que dizer “não” para alguma coisa é perder momentos ou deixar de viver. Dizemos sim para tudo (ou para muita coisa) buscando quantidade de experiências, e não qualidade.

    A quantidade nos faz navegar em águas rasas… já a qualidade nos faz navegar em águas profundas e cheias de significado.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu adorei esse post, é praticamente isso que estou a sentir, mas ao invés de alguém ser a causa disso, eu não sei como cheguei neste ponto, talvez foi quando minha bizza morreu, mas assim que chegou a quarentena, com o passar dos meses chegou uma hora que eu fiquei desta forma, eu sinceramente não sei como voltar, me sinto como se fosse outra pessoa, e parece que um pouco do meu jeito de pensar e agir também foram afetados, pelo menos é o que eu sinto, e isso pra mim é desagradável e horrível, estou a meses me sentindo mal com isso, e não sei o que fazer, estou perdida, como se estivesse em um bote, desmaiada, naufragada, a deriva no oceanno. Eu realmente quero voutar, não consigo ser mais como era antes, tento voltar, ficar normal, mas não adianta
    Eu gostaria de saber se vc tem uma idéia para como sair desta situação, você passou por algo assim então talvez dê

    Obss: Me desculpe o texto longo e acabando desbafando aqui, isto provavelmente deve ficarn bem confuso para você, mas é a melhor maneira onde consegui me expressar.

    Curtir

    1. Oi Juliana! Pois é, infelizmente é difícil perceber que estamos no caminho de se sentir perdida, só percebemos quando é “tarde demais.” Mas só de você saber que você não está no seu melhor momento e se incomodar com isso, querer sair disso… Já é um passo. Eu entendo o que você sente, não é fácil mesmo não entender o que você está sentindo e o que você deveria fazer pra sair disso, mas você pode começar lembrando do que te faz bem e indo atrás de fazer mais dessas coisas no dia a dia… coisas que a fazem se sentir bem. Não sei exatamente pelo que você está passando mas se precisar conversar, pode me mandar e-mail e a gente troca contatos 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s