10 dias pela Toscana na Itália

Dos países europeus, a Itália sempre foi um dos meus favoritos para conhecer. Quando compramos as passagens, queria tentar conhecer todo o Sul ou todo o Norte de uma vez, nos 10 dias de viagem. Mas a Itália é um lugar pra ir com calma, conhecer cada beco, relaxar, comer e amar. Decidimos focar na Toscana e foi a melhor coisa que fizemos.

Como viajar pela Toscana

Como eu já falei aqui, eu amo viajar de carro. E para conseguir curtir cada pedacinho dessa região maravilhosa, é quase necessário alugar um carro. Conseguimos alugar um pela Goldcar por 11 dias por apenas 46 euros. Não pegamos com seguro, o que pra muitos pode ser arriscado, mas já fizemos isso várias vezes e sempre dá certo. Além de ser muitíssimo mais barato. Na Itália você consegue se locomover facilmente por trem ou ônibus, mas o carro acabou sendo uma opção mais em conta para tudo o que queríamos fazer.

O aluguel foi 46€ e gastamos apenas 110€ de gasolina, depois de percorrer cerca de 1.000 km. Com certeza menos do que gastaríamos com tantos percursos de trem para duas pessoas.

De carro pela Itália

Na Itália você precisa ser muito cuidadoso com o carro, existem 1001 maneiras de ser multado. Antes de ir e durante a viagem, dei muitas olhadas nesse post pra tentar entender como tudo funciona por lá e ajudou bastante! Na maioria das cidades existem as ZTL (zonas de tráfego limitado) com câmeras de vigilância, que se você entrar na rua em determinados horários, é multado. É só ficar de olho nas placas e evitar entrar nessas áreas. O estacionamento pode ser meio confuso também, mas se sempre prestar atenção nas placas, você consegue sair com o bolso ileso! As cidades de Roma e Florença são meio infernais pra ir de carro, nós deixamos o nosso estacionado no Airbnb nos dias que fomos turistar e optamos por pegar o transporte público mesmo.

Transporte público na Itália

Só pegamos o transporte em Roma e Florença e já foram duas cidades diferentes na experiência. Em Roma nos demos mal, porque achamos que podíamos comprar o bilhete (1,50€ e válido por 100min) dentro do ônibus e não podíamos. Mas como íamos descer em poucos pontos e comprar o bilhete no metrô de qualquer forma, seguimos dentro. No ponto que íamos sair, entraram fiscais e nos multaram. Não indico essa raiva pra ninguém! Eles sabem que você é turista e não entende como tudo funciona e tiram proveito disso, sendo bem arrogantes. Já em Florença, era possível comprar o bilhete dentro do transporte e tudo correu super bem.

Visitas a museus e galerias

Se você vai visitar museus, galerias e lugares como o Coliseu, eu sugiro que já compre com antecedência. Pelo que ouvi de muitas pessoas e vi com meus olhos ao chegar lá, as filas são insanas, podendo demorar até 3hrs. Existem muitos sites de agências que você pode comprar seus ingressos, além dos sites oficiais de cada lugar. Por comprar online, você paga uma taxa mínima, mas que vale a pena no final. Para Roma, compramos o Coliseu nesse site e o Vaticano nesse site e para Florença, as Galerias de Uffizi e da Academia nesse site.  Mas acho que esse é o oficial desses dois últimos.

Estadias pela Toscana

Nós fomos preparados pra tentar fazer uma viagem low cost, queríamos acampar, mas encontramos Airbnb’s com preços muito parecidos ao dos campings. No final das contas, levamos barracas e colchões e não utilizamos. Tivemos muito mais conforto por um preço não tão diferente. Se você nunca alugou nada pelo Airbnb, faça seu cadastro e consiga um desconto de R$130,00 na primeira estadia por esse link.

Existem muitas opções de apartamentos e quartos com um preço bem em conta, tivemos ótimas experiências com as nossas opções, mesmo alugando quase todas super em cima da hora. Por ter sido muito em cima, acabamos alugando em lugares mais distantes das cidades mais turísticas, mas mesmo assim foi bem tranquilo, ainda mais estando de carro.

Valores de refeições

No geral, não é um país muito caro pra se comer. Eu estou acostumada com os preços bem baixos de Portugal, mas mesmo assim deu pra comer bem com preços justos. Se procurar, em quase todos os lugares, você conseguia pagar menos de 10€ em um bom prato de comida. De massa, né. Mas pra não precisarmos comer fora todos os dias em todas as refeições, sempre comprávamos algo no mercado, pra fazer lanches e levar frutas pra onde fôssemos. Assim como em todas as viagens da nossa vida.

Nossa rota pela Toscana

3 noites em Roma

Chegamos em Roma em uma sexta-feira (13) a tarde e já fomos visitar o Vaticano à noite. Eles têm essa opção de visita noturna e foi a melhor ideia! Por não ter muitas pessoas que o querem visitar durante a noite, o museu estava bem mais vazio e tranquilo. Além de não estar tão quente como de dia, que eu nem quero imaginar como deve ser. O museu é imenso, tente dar uma olhada em algum mapa antes pra poder ter uma noção de onde começar, nós ficamos um pouco perdidos sem saber qual rota fazer. É bem possível que tenhamos perdido alguma coisa, mas valeu a pena.

No dia seguinte, fomos visitar o Coliseu, o Fórum Romano e Palatino (duas atrações que o ingresso pro Coliseu dão direito). Fica tudo um do lado do outro, vale a visita! O Coliseu tem uma energia fortíssima, foi emocionante chegar lá e ver aquela grandeza que está ali há tanto tempo. Ao sair de lá, fomos andando por Roma e seguindo para as principais atrações, como a Fontana di Trevi e outras praças pelo caminho. Roma é uma cidade lindíssima e bem grande, é cansativo andar por lá, tem realmente muita coisa pra ver!

A noite ou no final da tarde um bom programa é ir ao bairro de Trastevere, um rolê mais noturno, com muitos bares e restaurantes gostosos. Fica bem próximo à Cidade do Vaticano. No último dia em Roma ficamos por esse centro novamente, olhando o que não tínhamos visto ainda e bebendo um Aperol Spritz em Trastevere mais tranquilamente.

Chorando de emoção no Coliseu rsrs

DCIM103GOPROG0538082.JPG Processed with VSCO with c7 preset
tudo bem cheio, como pode ver

Civita de Bagnoregio

Uma minúscula e alta cidade incrível que muito provavelmente não existirá mais em alguns anos devido à erosão da terra. É pertinho de Roma, cerca de 1 hora e vale muito a pena! Para visitar a cidade você deve pagar 5€, mas pode ficar lá quanto tempo quiser, é claro. Existem algumas opções de restaurantes e é bem gostosinho por lá.

 

Vale D’Orcia, Montepulciano & Monticello

No nosso caminho para Arezzo, passamos e paramos por essas cidades/ regiões. Todo o caminho pela Toscana é maravilhoso, com vales e plantações que encantam os olhos. Infelizmente, a maioria dos campos estavam bem secos, o que não deixava aquela visão de verde que tanto vemos em fotos pela internet, mas tudo estava maravilhoso da mesma forma. Montepulciano é famoso pelo vinho, não deixe de experimentar e levar um!

Processed with VSCO with c3 preset

Processed with VSCO with c3 preset

Arezzo

Nós ficamos hospedados por duas noites em Laterina, perto de Arezzo. A primeira noite foi só pra chegar e dormir. No dia seguinte, passeamos em Arezzo com muita calma, porque os últimos três, quatro dias tinham sido muito corridos. É uma cidade muito gostosa e calma, não tinha muita gente, o que foi ótimo pra gente. Deu pra conhecer tudo com calma, entrar em lojinhas, comer o melhor gelato que comemos em toda a viagem – e na vida – e relaxar um pouco. Em Laterina tivemos um jantar perfeito, em um restaurante chamado Osteria Del Vino, magnífico, de verdade!

Processed with VSCO with c3 preset

Siena

Saindo de Laterina, no nosso caminho pra Florença, fomos pra Siena. Estava tudo beeem cheio, mas a cidade é lindíssima. Se um dia voltar para aquela região, com certeza voltaria lá. Muitas opções de restaurantes, o centro histórico é lindo e tem uma vista muito legal de tudo. Além do Duomo impressionante!

Sam Gimignano

No caminho de Florença também paramos em Sam Gimignano, uma cidade que parece ter saído de um conto de fadas. Bem pequenina, com uma vista linda dos campos da Toscana pra todo lado. Por dentro é muito charmosa e gostosa de passear. Valeu muito a passagem!

Processed with VSCO with c3 preset

Florença & Fiesole

Ficamos hospedados duas noites em Fiesole, pertinho de Florença. Inclusive, a vista para Florença de Fiesole é a melhor. É uma cidade mais tranquila, com muito verde ao redor. Pra ir pra Florença basta pegar um ônibus e em 40min, no máximo, você está no centro!

Lá visitamos a Galleria Uffizi e a Galleria Dell’ Academia. A Uffizi é super organizada, com as salas numeradas pra você ir seguindo uma ordem e conseguir ver tudo sem se perder. A da Academia é bem pequena, fomos basicamente pra ver o Davi, do Michelangelo. E valeu a pena! Também compramos antecipadamente, como falei lá em cima. Em Florença tem muita coisa pra visitar, igrejas, o Duomo… Mas não estávamos afim de gastar e deu pra ver bastante coisa do lado de fora. Até poderíamos ter ficado mais, mas acho que um dia inteiro em Florença foi o bastante. Um lugar que indico para comer é no Mercado Central, que apesar de ser meio caótico, têm opções mais baratas. Se você gosta de sentar e comer com calma, fique longe! rs

Livorno

Depois de Florença, muita correria a viagem inteira, queríamos descansar! Fomos pra Livorno, uma cidade na costa que dizem ser “a nova Veneza”. Eu nunca fui pra Veneza, mas, sinceramente, não achei a cidade nada demais no quesito beleza. Ela até tem uns canais que lembram Veneza, mas é tudo bem ok. A energia do local era muito gostosa, acho que por ser perto do mar. As pessoas eram mais educadas e ficamos em um Airbnb incrível, portanto… Foi exatamente o que precisávamos! Também visitamos duas praias, o mar era muito gostoso. Estamos acostumados com a água congelante de Portugal, então foi perfeito. Íamos ficar duas noites, mas estendemos para ficarmos mais uma, conhecer Pisa e depois ir direto pra Roma.

Processed with VSCO with c8 preset

Pisa

Pisa é aquela cidade que você entra, tira foto na torre torta e vai embora. Nós ainda comemos por lá, mas a cidade não tem realmente nada pra ver além daquilo. Se for no caminho, vale a pena. Senão, melhor ir pra outro lugar mesmo. Mas que é impressionante como a torre é torta, é mesmo.

Processed with VSCO with c6 preset

Saturnia

Um dos lugares que eu mais queria conhecer – graças às incríveis fotos que vemos no Pinterest – é Saturnia e suas thermas naturais. Passamos lá no caminho de volta à Roma, o clima não estava quente, o que foi ótimo pra entrar nas águas quentes. Ficamos lá um pouco mergulhados naquelas águas lindas porém fedidas e depois, voltemos à cidade de início.

Processed with VSCO with c3 preset

A estrada de volta, principalmente pra ir e voltar de Saturnia, foi uma das mais lindas que passamos. A Toscana é realmente impressionante. Foi uma viagem perfeita! Muuuuitos lugares gostosos pra comer e conhecer, gelato pra todo lado, paisagens incríveis e um país imenso que eu ainda quero conhecer e muito.

A viagem não teria sido a mesma se não fosse por esse ser lindo que esteve ao meu lado, portanto e por tanto, obrigada, mi amore.

DCIM103GOPROG0548085.JPG Processed with VSCO with c3 preset

10-dias-toscana-italia


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s