A mania de abraçar tudo e não segurar em nada

Outro dia li um texto que fez total sentido pra mim, em um trecho, ela quis dizer que a nossa geração tem a mania de querer abraçar tudo e ao mesmo tempo não segurar em nada. E isso me tocou.

Porque constantemente me sinto assim. Eu gosto de fazer tantas coisas, que acabo não dando o devido foco que deveria dar a nenhuma delas. Me vejo fazendo malabarismo com a escrita, desenho, tatuagem, fotografia, esportes, planos, viagens. São tantas coisas que eu gosto de fazer. E dentro de cada uma delas, tem mais 10 ideias e projetos que eu começo e não termino.
Ok, isso não é nenhum crime, com certeza muitos, se não a maioria de nós, somos assim.

Ter uma ideia é fácil, começar com entusiasmo e força é gostoso… Mas quando a primeira dificuldade aparece, desistir parece ser mais fácil ainda. E sabe qual é a pior parte de desistir? O sentimento que isso causa em nós. A frustração e decepção com nós mesmos. Parece que tem algo nos puxando para terminar o que começamos mas algo mais forte ainda nos auto sabotando. Maldita auto sabotagem, já até falei sobre isso aqui! 

É louco como nós temos a capacidade de fazer isso com nós mesmos. Nós sabemos exatamente o que precisamos fazer para nos sentirmos realizados, mas ainda assim, não o fazemos.

Acredito que o principal problema é que tudo hoje é muito fácil. Se você quer aprender a programar, tem curso online, vídeo no Youtube e mil e-books sobre. Tudo o que queremos fazer ou aprender está ao alcance. A literalmente alguns cliques de distância. É tudo tão fácil que perdemos o interesse naquilo que começa a ser difícil. 

Já cansamos de ouvir e saber que para conseguirmos aquilo que queremos, para alcançarmos um sonho, não podemos desistir. Se você acredita que pode ser muito bom em uma coisa, vá lá e faça até o fim! Não desista no primeiro degrau. Acredite.

O nosso problema é acreditar que podemos ser bons em milhares de coisas, começar milhões de projetos e não finalizar nenhum, de fato. Assim, realmente vamos ser fadados ao fracasso.

Não adianta chegar somente até a primeira fase de 10 jogos diferentes. É preciso focar mais tempo e energia em apenas um e sentir o gosto da vitória. Só assim você descobrirá se realmente é bom ou não em algo.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s