Sobre ambientes tóxicos de trabalho

Um assunto que eu gostaria de nem ter experiência para falar sobre, mas creio que infelizmente, a maioria de nós temos.

É no ambiente de trabalho que passamos pelo menos 1/3 das 24 horas do nosso dia.

Menos, para os mais independentes e mais, para os explorados ou workaholics. I feel for you, guys. Tem gente que passa mais tempo no trabalho do que dormindo. Talvez, a maioria.

O ambiente de trabalho deveria ser um lugar onde nos sentimos bem, felizes, confortáveis, acolhidos e motivados. Certo? Mais ou menos.

Seja por conta da má relação com colegas, superiores ou até pelo trabalho em si, é muito comum que o trabalho seja a pior parte do dia de algumas pessoas.
E de verdade, existe algo pior do que acordar sem vontade de sair da cama? Sem a mínima vontade de trabalhar? Passar a semana inteirinha só esperando pelo final de semana? Cara, não tem coisa pior. A vida tá aqui pra ser vivida e não lamentada.

Se alguém aqui já leu um dos meus textos ou me conhece o mínimo que seja, deve saber que eu sou uma pessoa bem positiva, otimista e que normalmente, está feliz e alegre. Para mim, não tem nada pior do que uma pessoa que nos coloca pra baixo nos nossos melhores dias. Ou, que simplesmente nos coloca pra baixo. Não existe nada pior do que pessoas que sugam a nossa energia vital.

E eu já trabalhei em lugares que uma ou duas pessoas tinham o poder de colocar toda uma equipe para baixo. Eu mesma, já saí chorando de raiva e de esgotamento. Mais de uma vez.

Normalmente, quem causa isso são os patrões, que esquecem que precisam ser líderes e acabam sendo apenas chefes. Não rola motivação, ajuda, incentivo e igualdade. E sim ordens, hierarquia, críticas, grosseria e culpa. Sem falar naquelas famosas picuinhas sem sentido que somos obrigados a aguentar dia após dia.

A gente passa por cada coisa…

Teve um lugar que eu trabalhei em que xs donxs não era lá pessoas muito legais, o clima do ambiente era ruim, as pessoas tentavam passar por cima uma das outras… Era foda. Foram alguns meses em que eu acordei infeliz pra ir trabalhar. Mas a gota d’água pra mim, foi um dia em que a chefia chegou na nossa sala e criticou as garrafas de água em cima da mesa, dizendo que aquilo estava horrível e que tínhamos que deixar no chão. Calma, não posso nem deixar a minha garrafinha de água em cima da mesa? “Imagina um cliente chegando aqui e vendo todas essas garrafas em cima da mesa.” – ela completou. Olha, eu acho que eles vão pensar: “Ótimo, elas são hidratadas.” Porra!
Infelizmente, essas pessoas não entendem que essas reclamações, essas encheções de saco, só servem pra fazer com que nós nos esgotemos e percamos a vontade de estar ali, não muda nada na vida dela se a garrafa está na mesa ou enfiada no **. Mas é claro que precisa comentar.

Outras cenas que eu presenciei, foi de grosseria ao extremo. Comigo, diretamente, não. Até porque, se alguém for extremamente grosso comigo no trabalho e chegar ao ponto de gritar, eu simplesmente desligo o meu computador e vou embora. Ninguém merece passar por isso no ambiente de trabalho, ninguém. Nem o meu pai grita comigo, mas meu chefe vai gritar? Not.

Enfim, no geral, acredito que os piores locais de trabalho, definitivamente, são aqueles em que começamos empolgados, querendo dar o nosso melhor. E de fato, damos. Mas por pouco tempo, porque conforme os dias e as semanas passam, percebemos que nada do que fazemos é valorizado como devia. Ou que aquele projeto que ontem deveria ser finalizado com urgência, hoje já não é o mais importante. Uma coisa vai passando em cima da outra, nada é finalizado e no final, quem é o culpado? Você, é claro.

Só reclama, só reclama…

Uma coisa que eu notei em locais onde as pessoas são infelizes trabalhando, é que a reclamação rola solta. Todo mundo reclama. Seja das tarefas, seja dos chefes, de tudo. Até quando ganham alguma coisa, é motivo de reclamação. Mas sabe de onde vem isso? De cima. Isso foi, inclusive, assunto entre eu e uma colega. Quando nós ouvimos muita reclamação lá em cima, acabamos reproduzindo isso de alguma forma. Eu odeio ser a pessoa que reclama, odeio ficar ouvindo só reclamações. Inclusive, em ambientes onde eu ouvi muita reclamação, sempre era a pessoa que falava “calma gente, não é tão ruim assim.” Mas depois de um tempo, você percebe que é sim. Porque você começa a reclamar, com razão.
Se você gosta da equipe, dos seus colegas e eles todos reclamam de uma mesma pessoa, pode ter certeza que tem alguma coisa de errado. E não é com eles.

Acho que eu, por ser da geração millenal uhu oh yeah, acabo sendo mais radical em algumas coisas. Enquanto nossos pais e avós nos dizem: “Nenhum trabalho é perfeito, todos nós fazemos coisas das quais não gostamos… Isso é normal.” Eu penso: Não, não é assim! Eu quero trabalhar feliz, quero fazer o que gosto, quero ser RESPEITADA. É isso, ser respeitada. É o mínimo em qualquer lugar! É claro que temos dias ruins, temos tarefas chatas, mas todo dia? Nops!

Ninguém merece dar o melhor e só ouvir críticas. Ninguém merece conviver com pessoas que só fazem colocar pra baixo. Pode reparar, nesses locais onde os superiores são assim, as pessoas não duram muito. Ninguém consegue aguentar certas coisas por tanto tempo, ninguém. Ainda bem! E é como eu disse, nesse texto: não se acostume com o que não faz bem. Não perca seu tempo sofrendo, vá atrás de uma mudança.

Muitas vezes, achamos que podemos ser a mudança, que temos o poder de fazer a outra pessoa ouvir e entender, mas não devemos gastar as nossas energias com o que não vale a pena. Ser otimista e compreensiva tem limites. Eu tento espalhar coisas boas pelo mundo, ajudar os outros, não diminuir ninguém… E eu quero pessoas assim ao meu lado. Fico triste por saber que existem tantos e tantos lugares onde os funcionários não se sentem bem e não são respeitados, valorizados e tratados da forma como deveriam. Fico triste! Mas tenho forças por acreditar, que cada vez mais, as pessoas não estão se conformando e sim, indo atrás de mudanças, se distanciando de ambientes e pessoas tóxicas. Tenho esperanças que cada vez mais, essas pessoas tóxicas terão menos espaço, menos voz.

O mundo tem salvação, é só a gente não dar corda pra quem não merece.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s