Já viu um relacionamento hétero não abusivo?

Eu sou mulher, já namorei homens e namoro um. Tenho amigas, gosto de ouvir desabafos, até de quem eu não conheço. E assim como você, já ouvi e fiz muita reclamação sobre homens. Já li e ouvi tanto absurdo que até dói de pensar. E é claro, também já vivi absurdos.

Não estou aqui para falar que não existe problemas em relacionamentos entre duas mulheres ou entre dois homens. Mas infelizmente, certos problemas acontecem muuuito mais em relacionamentos entre um homem e uma mulher. Pensa bem: você já viu algum relacionamento que não era nem um pouco abusivo? Que nenhum dos dois tinham pensamentos abusivos? Atitudes e comentários machistas? É f*da.

Já tive essa conversa com uma amiga, ela me fez essa pergunta e eu realmente não consegui pensar em um relacionamento que não fosse minimamente abusivo. Nem os meus. Pode não ser fácil aceitar, mas a gente sempre sabe que tem muita coisa errada.

E infelizmente isso é “normal”. Normal porque todos nós fomos criados em uma sociedade machista, onde o homem “manda”, onde a mulher tem que agradar, onde existem padrões, onde o homem tem o sentimento de posse e poder e acha que a mulher tem que aceitar. Sem falar na manipulação! É difícil de mudar essa realidade, tanto para os homens, quanto para as mulheres.

O nosso despertar

Sinto que nós, mulheres, estamos despertando cada vez mais, reconhecendo os nossos seres interiores, deixando de lado padrões, fortalecendo umas às outras, lutando contra o machismo e o patriarcado. Muitos homens também estão acordando, entendendo que precisam desapegar de crenças pré-históricas e crescer junto às mulheres. Afinal, cada uma de nós temos mais força do que podemos imaginar, estamos conquistando o mundo e vamos conquistar ainda mais se permanecermos juntas.

Calma, não estou falando como se uou, fôssemos seres superiores. Eu acredito na igualdade. (às vezes rs) Todos nós fazemos nossa parte nesse mundão. Mas ainda tem muita coisa errada nessa sociedade e é muito mais fácil para as mulheres enxergarem, do que os homens. Afinal, somos nós quem sofremos mais com o machismo. E o mínimo que podemos fazer é tentar ajudar nossos parceiros, amigos e familiares homens. É tão bom quando conversamos com um que está disposto a ouvir, a entender do porquê das coisas, o que ele fez de errado, porque o comentário dele foi machista ou desrespeitoso. É tão bom quando alguém não tem a cabeça fechada!

Be patient, baby!

E infelizmente, nós mulheres, precisamos ter mais paciência também. É difícil desconstruir um pensamento que está enraizado desde o nascimento. Se o homi está disposto a ouvir e mudar pra melhor, ótimo! Vale a pena ter paciência. Mas se a pessoa não estiver, THANK YOU, NEXT!

O mínimo que podemos fazer é não deixar nada passar. Machismo? Not. Atitudes abusivas? Get out! Eu faço isso hoje em dia sem problema algum. É claro que nos nossos primeiros relacionamentos, deixávamos muita coisa passar por nem entender que estava errado e pela manipulação psicológica ser maior do que nós mesmas, mas depois que aprendemos e entendemos o que pode e o que não pode, nada passa.

“Nossa amor, vai sair com esse shortinho?” Vou sim, algum problema? Quem tem que decidir como eu vou sair sou eu!

Quero ver se depois de uma resposta dessa, ele vai continuar fazendo comentários como esses. O problema é “deixar passar”. Se ele fez esse comentário e você trocou de roupa, ele vai pensar que tem poder sobre você e que não está errado em pensar e te controlar assim. E uma conversa também é sempre bem-vinda. De nada adianta ele não falar mais, mas continuar pensando. A cabecinha dos homens não funciona como deveria, eles precisam ouvir, pensar, refletir e aí, depois de um tempo, provavelmente evoluir e dar adeus à pensamentos escrotos.

Uma coisa muito comum de ouvir quando o homem tem uma atitude assim é: Eu te amo, qual é o problema de eu me preocupar com você e ficar incomodado? Você não se importa em como eu me sinto? (um minuto de silêncio pra essa manipulação barata)

A minha resposta clássica é: como você se sente nem vem ao caso, porque você está errado. Você não tinha nem que pensar na possibilidade de se incomodar com a minha roupa! Se eu estou feliz e me sentindo bem com ela, é isso.

Tentar “virar o jogo” fazendo joguinhos psicológicos é clássico. Quem nunca? A partir do momento que os comentários interferem na nossa liberdade, está errado. A forma como nos vestimos, falamos e somos não deveria incomodar os outros, certo? Desde que eu não esteja desrespeitando alguém, eu faço o que quiser.

Enfim, é um assunto para se refletir. Você tem um relacionamento hétero? Acha que ele não tem nada de abusivo? Acho difícil. Inclusive, eu falei muito sobre como as mulheres sofrem com isso, mas é claro que o mesmo pode acontecer com os homens. Pessoas abusivas existem em todo canto e a luta aqui é evoluir essas cabeças para que ninguém sofra, mas que todos sejamos felizes com muito amor, carinho e respeito.


2 comentários sobre “Já viu um relacionamento hétero não abusivo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s