A gente não escolhe

A gente não escolhe o amor, a paixão, o sofrimento, a fadiga.

A gente sente.

A gente não escolhe quem amar, quem gostar, quem se conectar, quem se identificar ou simplesmente com quem trocar aquele olhar.

Isso acontece.

Naquele momento em que mais precisamos ou que nem esperamos, alguém aparece. Um alguém não precisa ser exatamente um amor, mas alguém que vai te fazer bem, vai te lembrar que existe felicidade, esperança, vida após a morte. – se é que você me entende.

Infelizmente a gente não escolhe.

Não escolhe se vai amar aquela pessoa que te ama e te trata tão bem que você não acredita que é real. Infelizmente nem tudo são flores pra um dos dois. E mesmo que essa pessoa não seja você, é triste. É triste porque você sabe que esse alguém poderia ser o alguém perfeito para você. Mas a gente não escolhe.

O amor escolhe a gente. Quando é pra ser, simplesmente é.

O que a gente pode fazer é ser a verdade, procurar sinceridade e reciprocidade.

Podemos sonhar que um dia vamos amar, que um dia vamos nos conectar com aquele olhar.

Porque amar, a gente não escolhe.

Casal Contanto Estrelas no Céu:

 

 

 

 

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s